Segurança da informação como é importante proteger os IoT

IoT Segurança da Informação

Nas últimas décadas tivemos um grande aumento nas possibilidades de uso dos equipamentos tecnológicos. Cada vez mais usamos e dependemos de diversos dispositivos eletrônicos para o nosso trabalho e dia a dia.

Uma grande vantagem atual, vem sendo a conexão que podemos ter dos nossos diversos aparelhos, podendo regular e comandar um dispositivo através do outro. Assim como gerenciar equipamentos à distância.

A tecnologia que permite essas interações se chama IoT. E, inicialmente, precisamos entender que a tecnologia traz inúmeras vantagens, mas ao mesmo tempo um grande desafio na segurança da informação.

No artigo a seguir, vamos entender mais o que é IoT, como ele funciona e quais as vantagens trazidas ao ser utilizado. Além disso, iremos abordar sobre como fazer a proteção de dados perante a essa conexão entre equipamentos.

    FALE COM NOSSO ESPECIALISTA EM SEGURANÇA


    O que é IOT?

    IoT ou “Internet das Coisas” é uma tecnologia que permite conectar dispositivos ou hardwares de forma que eles se comuniquem e interajam uns com os outros. Todavia, algumas dessas conexões são feitas de forma automática.

    Essas “coisas” são os diversos dispositivos físicos, hardwares. Ou seja, quaisquer equipamentos que possam trocar dados através de uma rede de internet, seja ela via Wi-Fi ou uma rede cabeada.

    Em outras palavras, os equipamentos são: chips, câmeras de segurança, equipamentos eletrônicos de carros, smartwatches, smartphones, entre outros. Eletrônicos que fazem parte do cotidiano da maior parte das pessoas e empresas.

    Seja em empresas ou para uso residencial, o IoT traz muitos benefícios. Essa tecnologia afeta diretamente a produtividade e eficiência de qualquer sistema. Desse modo, torna-se muito vantajoso para empresas obter essa ferramenta e usá-la no relacionamento com clientes, bem como no desenvolvimento de produtos mais sofisticados.

    Entretanto, há que se pensar na privacidade dos clientes e da empresa, pensando em uma forma eficaz de segurança da informação para IoT. De forma que os dados coletados por esses dispositivos não possam ser hackeados e expostos.

    Segurança da informação versus IOT

    Os dispositivos de IoT são alvos atraentes para os hackers. Já que nesses equipamentos são compartilhadas diversas informações privadas e de comportamentos dos usuários, como histórico de navegação, comportamento virtual, dados financeiros, entre outros.

    Além disso, poder acessar equipamentos físicos como portas eletrônicas, câmeras de segurança, assim como informações virtuais salvas em nuvens, também representa um grande negócio para cibercriminosos.

    Em contraponto a isso, a segurança da informação para IoT faz uma defesa de dados que vem para criar uma barreira contra estes invasores. Sua ação garante que apenas pessoas autorizadas tenham acesso a dados, redes e computadores.

    O objetivo dessa ferramenta, portanto, é guardar essas informações para que sejam mantidas seguras, e sobretudo, permaneça a confidencialidade e autenticidade dos dados de determinado sistema.

    Principais riscos nas falhas de proteção dos IoT

    Na criação de dispositivos IoT foi pensado sobretudo na praticidade e na produção a baixo custo. Fato que acarretou uma baixa segurança dos equipamentos visto que não foram projetados com esse problema em mente.

    Sendo assim, o principal risco nas falhas de proteção de dados dos IoT são os equipamentos com recursos limitados que não permitem que se execute funções de segurança tradicionais. E dentro disso, há ainda a grande maioria dos produtos fabricados com essa tecnologia.

    Além disso, outro fator de risco elevado para estes dispositivos são as redes de conexão públicas. Acessar o Wi-Fi de ambientes públicos deixa o dispositivo mais exposto à ação de hackers, devido aos menores níveis de proteção que estas redes oferecem.

    Desse modo, estas redes acabam não tendo a capacidade de detectar dispositivos IoT conectados, algo que dificulta o estabelecimento de padrões de comunicação entre a rede e o dispositivo. E sem protocolos padrões de comunicação e segurança de IoTs, a proteção desses sistemas está ainda muito nos primórdios.

    Qual é o impacto da segurança da informação em IoT

    Como já vimos anteriormente, a segurança da informação para IoT está apenas começando a caminhada. Porém, mesmo no estágio inicial de aplicação foi percebido que essa tecnologia é tão benéfica quanto traz problemas de exposição de dados, deixando o sistema vulnerável.

    Juntamente a isto, as empresas sofrem um grande impacto ao ter seu sistema exposto. O que causa problemas internos e conflitos com clientes que não querem informações confidenciais sejam roubadas.

    Essa conscientização por parte dos usuários é importante para que os fabricantes possam levar essa segurança para a construção desses equipamentos. Bem como necessitam ter um processo contínuo de identificação de falhas para corrigir os erros de forma eficiente e segura.  

    Quais são as formas de enfrentar estes desafios?

    O primeiro passo, como falamos, é a crescente conscientização dos usuários de equipamentos IoT.  Do mesmo modo, é possível buscar no mercado equipamentos que já estejam pensando na segurança do usuário, assim como priorizar ações que garantam a segurança dos dispositivos.

    Aliás, é possível encontrar soluções altamente eficazes para executar a segurança da informação para IoT. Serviços como a criptografia de dados, segurança de Endpoints e servidores de arquivos fazem com que a troca de informações entre dispositivos seja mais segura.

    A criptografia, por exemplo, já é aplicada no WhatsApp, garantindo que as mensagens trocadas pelo aplicativo não serão interceptadas por invasores. No mais, veja alternativas que podem contribuir para avançar na segurança da informação para IoT:

    • buscar equipar os dispositivos inteligentes com soluções de segurança da informação;
    • proteger os gateways que conectam dispositivos IoT às redes de empresas;
    • obter um mecanismo efetivo de gestão de riscos;
    • garantir que as práticas e políticas de segurança da informação para IoT sejam aplicadas e respeitadas dentro da empresa;
    • implementar processos de segurança que validem a identidade das pessoas.

    Pois bem, investir na segurança da informação para IoT não serve apenas para manter a proteção de dados da empresa. Esse cuidado também é fundamental para garantir a integridade dos dados de funcionários e gestores, uma vez que os dados destes são responsabilidade da empresa.

    Na Vegstar você encontra soluções ideias para desenvolver segurança da informação para IoT. Com tecnologia de ponta e servidores qualificados, temos o suporte ideal para a proteção de dados da empresa.

    Copyright © 2022 VegStar

    Sobre nós

    Softwares para segurança de endpoints e servidores de arquivos.

    A VegStar também comercializa soluções para Criptografia, Backup e Recuperação, Prevenção para Vazamento de Dados (DLP) e Duplo Fator de Autenticação.

    Entre em contato

    E-mail: contato@vegstar.com.br
    Fone: 11 2385-0863